quinta-feira, 13 de novembro de 2014

PENSANDO SEM DORMIR



                                   Sérgio Gibim Ortega
        
Às vezes passo à noite
de olhos abertos.
Mesmo já adoentado e sem dormir,
vou escrevendo.
E quando o dia amanhece
eu ainda acordado... Acordado...
Levanto-me, e fico olhando
pela janela:
Imaginando o por quê será,
que escritores famosos
Vendem seus livros tão fáceis?
Enquanto eu Faço os meus livros,
Todos quase trabalhados à mão,
bem melhores e mais bonitos,
do que, os das Editora.
E não consigo entender,
nem o porque, não vender um?
E ainda sem sono, a olhar
o mundo lá fora pela janela,
e ver que tudo passa
na velocidade do tempo.
Assim vou escrevendo
mais esta poesia livre,
sem rimas, sem metrificação
e teclando apenas
as letrinhas no meu celular.

                             (14/09/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário