quinta-feira, 13 de novembro de 2014

VERSOS PRA TI
  
                     Sérgio Gibim Ortega
  
Versos pra ti
escrevo...
Versos pra ti
se mereço...
Aonde meu
coração encanta,
o amor que se levanta.
Para ti eu sonho
os sonhos
dos sonhos meus
E cada instante
Em minha vida
sem estar ao seu lado
não resisto em fazer
versos pra ti.
Para expor minha,
a solidão acalmar
este meu coração
cheio de amor
pra dar,
só de sonhos por ti.
Só versos pra ti.

                 (13/11/2014)

PENSANDO SEM DORMIR



                                   Sérgio Gibim Ortega
        
Às vezes passo à noite
de olhos abertos.
Mesmo já adoentado e sem dormir,
vou escrevendo.
E quando o dia amanhece
eu ainda acordado... Acordado...
Levanto-me, e fico olhando
pela janela:
Imaginando o por quê será,
que escritores famosos
Vendem seus livros tão fáceis?
Enquanto eu Faço os meus livros,
Todos quase trabalhados à mão,
bem melhores e mais bonitos,
do que, os das Editora.
E não consigo entender,
nem o porque, não vender um?
E ainda sem sono, a olhar
o mundo lá fora pela janela,
e ver que tudo passa
na velocidade do tempo.
Assim vou escrevendo
mais esta poesia livre,
sem rimas, sem metrificação
e teclando apenas
as letrinhas no meu celular.

                             (14/09/2011)

terça-feira, 11 de novembro de 2014

LEMBRANÇAS

                      Sérgio Gibim Ortéga
             
Dos amores que tive na vida,
nem uma me deixou mais saudade
do que um belo amor
dos olhos lindos,
tão menina na sua mocidade,
ainda era rebelde.
Sua boca e sua pele,
seu corpo de menina,
eu também ainda era moço.
Tenho vontade de rever,
voltar aquele tempo,
mas tenho medo de
não a reconhecer mais.
Depois dos anos passados,
o encanto pode se acabar.
Medo de não amar
mais esse amor lindo,
da lembrança de uma
memória que nunca se apaga...
Medo de quebrar o encanto
como tantos outros amores
que assim aconteceu...
Medo de não amar
mais... nunca mais,
mesmo que seja só
de lembranças...

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

ENCONTRO DO ACASO

                         Sérgio Gibim Ortega
        
Quem é este alguém que sentou bem perto de mim
E falou comigo assim, deixando-me tão apaixonado?
Quem é esta pessoa tão linda e que fiquei tão afim?
Conversando de assuntos muito triste e assombrado.
       
Falávamos de como a vida é nada, a morte feia e fria.
Acostumada a sua profissão, e eu, a seu compreender,
Menina bonita! Ouvia-te, e comigo usava sua simpatia!
E junto dela conseguia minha mente abrir, espairecer.
      
Senti tanto carinho, alguém dar atenção para meu ser.
Alma gêmea faz a gente soltar-se na solidão escondida.
Fico sonhando às noites contigo menina a te escrever
Daquele dia enquanto juntos, trocamos palavras à vida.
       
A esperar seu ônibus, enquanto comigo a conversar.
Sua gentileza e atenção, aflorou este coração a se iludir.
Ao ver tanta beleza menina legal, fiquei a lhe apreciar.
    
Seus olhos tão lindos, e que até parecia à cor dos meus,
Assim tão amiga foi-se embora, naquele ônibus a partir.
Fiquei olhando-a, comigo pensando aquele olhos meus.
    
                                                           ( 8-6-2012)

domingo, 9 de novembro de 2014

LINDA MENINA

                Sérgio Gibim Ortega
       
Minha linda menina dos olhos meus
é um eterno amor do meu coração.
sonho com ela todos os dias Deus,
Ela sempre vive em minha inspiração.

sábado, 8 de novembro de 2014

VERSOS PRA TI AMADA

           Sérgio Gibim Ortega

Minha linda
e querida amada.
Sonhos dos sonhos meus.
Triste é viver
sem ti amada.
Quantos sorrisos seus...
Quanto te vi sorrir
esses lábios
dos carinhos teus.
Ei de te amar
a vida inteira menina,
agora com o coração
só meu fazendo versos
sempre teus.
                   
                       (09-11-2014)